Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 329
Data:
15/6/2003
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 1859224 vezes
» Índice
» Editorial
Que PT É ESSE?
» Momento 1
Momento especial para Anna Carolina Mathias,que foi a Salvador e teve a sorte de encontrar o ídolo Bell Marques.
» Ponto de Vista
Waldemar Nielsen analisa a difícil situação econômico-financeira por que passa a aviação brasileira
» Aqüicultura
Al Mare
» Turismo
Austrália, o mais antigo continente do mundo e um dos mais atrativos pontos turísticos do planeta
» Turisnotas
Vasp 70 anos
» Triângulo
Teatro Carlos Gomes é reaberto ao público depois das obras de recuperação patrocinadas pela CST
» Serviço
SACAR A ROLHA
» Autos
Lançado em Genebra, novo Mitsubishi Outlander marca uma nova imagem para o construtor japonês
» Passarela
Em Brasília, os 15 anos de Lavinia, para alegria dos pais deputado Jutahy Magalhães e sua Jaqueline
» Curiosidade
THE MATRIX RELOADED  
2500 planos são mentira

» Foco
Eternos tesouros
» Comportamento
Baton com graxa
» Prazer
De maior
» Morar
O ninho de Loris
» Bahiainfoco
com arte por todos os lados
» Boca miuda
Uma bomba!
Curiosidade

A entrevista começou tarde porque a visita aos estúdios Esc,de John Gaeta, estendeu-se para além do previsto. É nesses estúdios que este diretor de efeitos especiais tem montado o seu aparato de robôs, carros despedaçados e explosivos. Os hangares faziam parte de uma antiga base militar e ficam em Alameda, Califórnia. Nos terrenos que o circundam, existe uma auto-estrada com mais de três quilômetros construídas de propósito para o filme: é lá que se passa a última cena de “The Matrix Reloaded”. Os realizadores, os irmãos Wachowski, decidiram construir ad hoc essa auto-estrada, porque não encontraram nos EUA uma que servisse aos seus propósitos. A brincadeira acabou por lhe custar 2,4 milhões de dólares, dos 300 milhões que o produtor Joe Silver tinha estipulado como meta. O resultado é uma espantosa cena de Kung-fu em cima de um caminhão de 18 rodas e de um velho cadillac através do trânsito.  
Mais tarde, num dos hotéis mais sofisticados de Bervely Hills, Siler contou que essa sequência terá sido a “mais complicada e ambiciosa do filme”. O entusiasmado produtor (que conta no seu palmarés com sequências de ´Die Hard´ e ´Lethal Weapon´ e filmes como `O Navio Fantasma´), quase não deixava falar Keanu Reeves, escarrapachado no sofá, nem a lacônica Carrie Ann Moss. Os dois protagonistas, que vinham acompanhados pelos companheiros de cena, Lawrence Fishburne e Jada Pinkett Smith, recordaram o esforço da cena que deu início a uma rodagem que demorou quase dois anos, na qual terão sido filmadas as duas partes que completam a trilogia: “The Matrix Reloaded”, que estreou em maio passado, e “The Matrix Revoutions”, prevista para aparecer 6 meses depois. Na realidade, não estamos apenas perante filmes; trata-se de coreografias perfeitas que se intercalam com os diálogos, ações e efeitos especiais. “Tudo tinha de sair exatamente igual ao que tínhamos feito nos ensaios, senão tínhamos de repetir”, recorda Moss (Trinity). A precisão era tal que só a cena final levou sete semanas de filmagens e quase dois anos em pós - produção. Esta é agora a fase mais demorada na produção de filmes, e ultrapassou de longe o tempo das filmagens efetivas, que se ficaram, neste caso, pelos 270 dias. O método seguido foi sempre o mesmo: filmava-se uma espécie de ensaio geral que estabelecia com precisão a coreografia dos atores e das câmaras. Depois, “desenvolvia-se um enorme trabalho de pré - produção para assegurar que tudo se enquadraria ao pormenor mais tarde na fase de pós - produção”, explica Joel Silver: Só depois de tudo isto é que se gritava “Action!”. Outro exemplo de complexidade foram os 37 dias que Keanu Reeves (Neo) levou a resolver a sua luta contra cem clones do agente Smith (Hugo Weaving). Embora o cachê de Weaving desse para contratar cem atores portugueses, o Elrond de ´O Senhor dos Anéis ´ não teve que fazer os cem planos da mesma cena. Neste caso, como em muitos outros de ´Reloaded´, John Gaeta – que ganhou o óscar de melhores efeitos especiais em 1999 precisamente com ´The Matrix´ - fez o trabalho por ele, recriando os outros 99 clones a partir de um mapa digital do rosto e do corpo do ator. Gaeta recusa-se a admitir que os efeitos especiais são o mais importante do filme. Mas os números falam por si: as produtoras retocaram 2500 planos dos filmes, enquanto que na primeira parte de ´The Matrix´ apenas 412 planos foram gerados por computador. Os custos ascenderam desta vez, a 100 milhões de dólares, a maior parte dos quais gastos noutra magistral cena de 17 minutos de “The Matrix Revolutions”.  
E os atores?  
Keanu Reeves reconhece que é estranho não estar na cena que é projetada no ecrã, embora seja muito emocionante quando a vê pela primeira vez pós - produzida. Para Fishburne, este tipo de filmagens são iguais a quaisquer outras: “Estão lá as câmaras, os décors, as luzes, os atores... A única diferença é que tudo segue uma ordem minuciosa”.  
 
Cem agentes Smith  
A tecnologia digital recria atores falsos.  
Para produzir os 100 agentes Smith que lutam com Neo e outras cenas complicadas, realizaram-se previamente universal captures, utilizando cinco câmaras digitais que captam todos os detalhes, inclusive a textura da pele de cada ator em movimento, para depois serem processadas num computador as posturas e expressões do rostos utilizadas nas figuras recriadas. Foi este o grande avanço do ´The Matrix´ e que permitiu realizar os famosos planos giratórios. Em ´Reloaded´, “quisemos evitar que nos copiassem – como fizeram nos ´Anjos de Charlie´ - multiplicando ao máximo a dificuldade bem como os custos de cada efeito.”  
 
A última cidade  
Eis o argumento de ´Reloaded´  
As máquinas que dominam a terra descobriram onde fica Zion, a última cidade de seres humanos livres, que se encontra perto do núcleo do planeta. O seu plano é perfurar até lá e enviar um exército de máquinas com tentáculos – como os da primeira parte – para destruir tudo. Entretanto, Neo, Morfeo e Trinity, agora ajudados por Perséfone (Mônica belucci) e Niobe (Jada Pinkett). Tentam por a salvo o único homem que sabe como entrar e sair do Matrix. Porém, este é vigiado por dois novos personagens, os gêmeos, duas máquinas implacáveis. O final da história deixa a porta completamente aberta para a chegada de ´Revolutions´.  

  
conheça os detalhes da produção de grande estréia deste ano: ´Matrix Reloaded´.





O vestuário de Neo e dos seus amigos é ainda mais espetacular.







Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.