Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 299
Data:
31/1/2002
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 1374664 vezes
» Índice
» Autos
Di Montezemolo à frente da Ferrari: inovando ou voltando às origens?
» Editorial
300, um Recorde
» Boca Miúda
Reação a bala
» Internacional
Conheça um pouco sobre o holandês Wim Duisenberg, o todo-poderoso senhor do euro
» Turisnotas
Chivas Regal inaugura seu paraíso de 30 mil m2 em Angra dos Reis com completa infra-estrutura
» Rio Classe A
Alda, ao centro a decoradora Cristina Lipis
» Truismo
Copacabana Palace: o luxo do hotel onde se escreveu parte da história do Rio de Janeiro
Triângulo

No exterior  
A joint venture Parsons-Odebrecht, formada pela subsidiária norte-americana da Odebrecht, Odebrecht Construction, e a empresa americana Parsons Corporation, deu início às obras referentes ao contrato de US$ 659 milhões para o programa de expansão do terminal sul do Aeroporto Internacional de Miami. Cabe a cada uma dessas empresas de engenharia e construção 50% do valor do contrato. Segundo a Odebrecht, trata-se do maior contrato individual já feito pelo Condado de Miami-Dade. O programa de expansão vai acrescentar cerca de 140 mil metros quadrados de área construída ao aeroporto, um terço de seu tamanho atual.  
As obras devem terminar em 2005 ou 2006. Serão empregadas 2 mil pessoas na execução do programa, sendo que cada um dos parceiros principais do projeto deve entrar com cerca de 200 a 300 trabalhadores. Segundo a Odebrecht, será empregada preferencialmente mão-de-obra local, ou seja, residente nos Estados Unidos. A Odebrecht, fundada na Bahia por Norberto Odebrecht, é uma das maiores multinacionais do país e uma das poucas que não dependem do poder público para sobreviver.  
 
Jefferson Cabral (diretor de marketing da UVV), Leonardo Pinheiro (gerente da divisão de vendas a empresas da Telefonica Celular) e Alfredo Sirufo Colosimo  
 
Alfredo Sirufo Colosimo (diretor de operações da Telefonica Celular), Rodrigo Bolleli, Renata Azevedo, Daiana Azevedo, Patrícia Proveti e Marcelo Santos, todos representantes de agentes credenciados capixabas.  
 
Passeio  
No xadrez da política baiana, corre por fora o nome do vice-governador Otto Alencar para suceder César Borges. Não só no mandato tampão. Após a saída do atual governador para desincompatibilizar-se face sua candidatura ao Senado, Alencar, já ungido das funções de governador, recandidatar-se-ia à reeleição apoiado naturalmente pelo grupo ligado ao líder ACM. Administrador experimentado e gozando de livre trânsito em todas as camadas sociais, sua candidatura seria um passeio tranquilo. O prefeito Antônio Imbassahy, também cotado para governar o Estado, pelo menos por enquanto, ficaria em segundo plano.  
 
Ingratidão  
Ministro durante os cinco anos do governo Sarney, onde foi homem forte e deu muito respaldo ao então presidente, ACM, segundo fontes fidedignas, no íntimo, não deve estar satisfeito com o tratamento que lhe tem dispensado a família Sarney nestes momentos em que Roseana brilha nas pesquisas. Uma tremenda ingratidão!  
 
Com a Telefonica  
Um grande evento de final de ano reuniu toda a rede de agentes credenciados da Telefonica Celular do Espírito Santo. Para fechar o ano com chave de ouro, estiveram presentes no Centro de Convenções de Vitória, a diretoria, gerência e colaboradores da empresa, além de proprietários e funcionários das agências credenciadas.  
Com o objetivo de comemorar as conquistas de 2001 e promover uma grande integração, o evento reuniu cerca de 300 pessoas. Coquetel, música ao vivo e sorteio de vários brindes foram algumas das atrações oferecidas aos convidados. Ainda no mês de dezembro, a Tefonica recebeu no hotel Passargada dirigentes de grandes empresas capixabas para apresentar as últimas novidades. O encontro contou também com a presença de empresas parceiras da Telefonica Celular em soluções para mercado corporativo, como Compaq, IBM, Unisys e Wiz Technologies.  
Atualmente, a Telefonica Celular detém em sua carteira de clientes cerca de 95% das grandes empresas capixabas, entre elas, Vale do Rio Doce, CST, Chocolates Garoto, Aracruz Celulose, Escelsa, Petrobras, Samarco, Águia Branca e Coimex, além de outras.

  
Norberto

Jefferson Cabral (diretor de marketing da UVV), Leonardo Pinheiro (gerente da divisão de vendas a empresas da Telefonica Celular) e Alfredo Sirufo Colosimo

Jefferson Cabral (diretor de marketing da UVV), Leonardo Pinheiro (gerente da divisão de vendas a empresas da Telefonica Celular) e Alfredo Sirufo Colosimo

Alencar e Imbassahy

Sarney

ACM

Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.