Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 306
Data:
15/5/2002
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 1373517 vezes
» Índice
» Editorial
Entre o real e o imaginário
» Autos
Bentley Arnage Red Label: motor, suspensão, câmbio e freios controlados por computador
» Momento
Kátia e Ruy Sampaio curtindo o agradável Villa Gourmet, restaurante comandado pela filha Flávia
» Turisnotas
Brasileiros bem sucedidos em New York, dirigem o Alphabet Kitchen, restaurante da moda
» Boca Miuda
Papo ao vinho
» Triangulo
Na inauguração da expansão do Shopping Vitória, Américo Buaiz Filho recebe a Comenda Jerônimo Monteiro
Triangulo

E a Xerox, hein?  
Após admitir que fraudou balanços durante três anos seguidos, a Xerox, a maior fabricante de fotocopiadoras do mundo, está sendo levada aos tribunais pela SEC, o organismo americano que fiscaliza as atividades das empresas listadas em bolsa, por empregar “truques contábeis” que constituem fraude com o intuito de enganar aos acionistas. Segundo a SEC, a Xerox contabilizou indevidamente receitas de US$ 3 bilhões, no período de 1997 e 2000, o que lhe permitiu evitar o vermelho nos balanços. Por essa razão, a SEC aplicou na multinacional multa de US$ 10 milhões, a maior da história, e mandou a empresa refazer as contas.  
É mais um duro golpe nessa companhia americana, que vive uma séria crise de definição de negócios, ao mesmo tempo em que vê crescer a concorrência ao redor do mundo, principalmente de empresas asiáticas. Entre os tropeços recentes da Xerox, está a tentativa de enveredar pelo mundo da informática, empreendimento no qual foi malsucedida.  
Pois bem, a nota transcrita a seguir foi publicada nesta coluna, na edição 284, 1ª quinzena de junho 2001.  
“Cópia – Não é de agora que a Xerox se engalfinha com administradores da  
coisa pública em busca de “vantagens fiscais”. Quando baixou no ES, por exemplo, a empresa – que já mama muitos benefícios na sua sede americana, na cidade de Rochester , acabara de degladiar-se com o então governador do RJ, Leonel Brizola, que teimou em não lhe oferecer as vantagens pretendidas. Cópia do que aconteceu naquela época, a Xerox, que não é mais nome genérico de copiadora, busca outra parte para levar vantagens, já que, no Espírito Santo, a fonte secou.”  
 
Shopping Vitória inaugura expansão  
Foi aberta aos consumidores capixabas a expansão do Shopping Vitória, que aumentou em 105 novas lojas a oferta de opções de pontos comerciais deste centro comercial. A nova ala é integrada ao projeto inicial do maior shopping do Espírito Santo e, com sua inauguração, os consumidores ganharam mais 550 vagas de estacionamento coberto, cinco restaurantes panorâmicos de frente para o mar e, até o Natal, deverão ser inaugurados quatro cinemas multiplex, aumentando para sete o número de salas de projeção deste shopping.  
Na solenidade de abertura da expansão do Shopping Vitória, na manhã de 22 de abril, conforme o previsto no planejamento inicial da obra, o empresário Américo Buaiz Filho, superintendente do Shopping, recebeu das mãos do governador José Ignácio Ferreira a Comenda Jerônimo Monteiro, em homenagem à memória de seu pai, Américo Buaiz, o idealizador e fundador do Grupo Buaiz, detentor do Shopping Vitória. Também participaram da solenidade o prefeito de Vitória, Luiz Paulo Vellozo Lucas, o presidente da Assembléia Legislativa, José Carlos Gratz, o senador da República, Gerson Camata, dentre outras autoridades e personalidades.  
A Banda da Polícia Militar se apresentou durante a solenidade, encerrada com a benção do padre salesiano Antídio. Os lojistas e representantes de entidades de classes comerciais, assim como empresários e a imprensa local, também prestigiaram a inauguração da expansão do Shopping Vitória, que traz para o Espírito Santo importantes grifes nacionais. Dentre as novidades, as franquias de moda jovem da M. Officer, Ópera Rock e Ellus e os joalheiros Natan e Vivara.  
 
Péssima lembrança  
Após sair da General Motors do Brasil e fazer um périplo pelas subsidiárias brasileiras da Daewoo, Daihatsu e Mercedes-Benz, o executivo Daniel Buteler (na foto) retorna à GMB onde está se reportando ao diretor geral de Marketing e Vendas, Joseph DaMour. Sortudo, este senhor! Apesar de ter ocupado sempre bons cargos, não deixou boa lembrança aos que tiveram que dialogar com ele, principalmente os proprietários de automóveis Mercedes Benz. Deseja-se ao cidadão, no novo emprego, mais atenção à clientela, muito mais respeito e um pouco de humildade.  
Quem sabe...  
A nota ao lado também foi publicada nesta coluna, na edição 297, 2ª quinzena de dezembro 2001. Confirmando mais uma vez o nível da nossa boa informação, acabamos de receber a notícia de que o nem tão sortudo Sr. Daniel Buteler foi, mais uma vez, sumariamente demitido da General Motors. Desta vez, para sempre!

  
Parlamentar ainda no primeiro mandato, o deputado Gilson Lopes aprendeu rápido o jogo político.

Shopping Vitória inaugura expansão

Daniel Buteler

Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.