Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 291
Data:
30/9/2001
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 1374549 vezes
» Índice
» EDITORIAL
E agora?
» TURISMO
Sierra Nevada A magia da neve
» TURISNOTAS
Espaços deslumbrantes e o supra-sumo do luxo fazem do Burj Al Arab o único hotel sete estrelas do mundo
» SOCIAL LIGHT
Jorge Gerdau Johannpeter e Josinha Pacheco fazem festas concorridas em Salvador
» TRIANGULO
A vitória de ACM
» BOCA MIUDA
Hartung diz para Luiz Paulo que denúncias de irregularidades na prefeitura já estão pegando mal
TRIANGULO

Dois pesos...  
O presidente da AL, José Carlos Gratz, comentando a eterna mudança de postura do PT dentro e fora do poder, lembra que o governador Vitor Buaiz, enquanto ainda no partido e apoiado por ele, sofreu dois pedidos de impeachement. Ambos foram engavetados sem ir a plenário por decisão da mesa. Em um deles, Gratz era presidente da Comissão de Justiça e, sem sequer conhecer Vitor pessoalmente, deu o voto de minerva e arquivou o processo. Tudo em nome da governabilidade.  
 
Sucessão  
E em seu lugar no TCE, assume o conselheiro Valci Ferreira, que pode ser tranquilamente o seu equivalente de calças. Ferreira tem demonstrado ser um dos mais brilhantes estrategistas políticos do Estado e já prepara sucessor: o filho Rudinho. Aguardem!  
 
Cacife  
Alcançada pela compulsória, deixa o serviço público e temporariamente o poder a dama de ferro da política capixaba, Mariazinha Vellozo Lucas. Chefe da Casa Civil no governo Elcio Alvares e oito vezes consecutivas presidente do Tribunal de Contas, Mariazinha não pretende ficar em casa.  
Pode voltar como deputada estadual ou, quem sabe, federal. Cacife não lhe falta.  
 
Fora  
O Centro Universitário de Vila Velha já não é mais acionista do Shopping BarraSol. O diretor-presidente da UVV, José Luiz Dantas, vendeu para a empresa BarraSol S.A. a área de 120 mil metros quadrados onde será erguido o shopping. Empresário talentoso e visionário, Dantas resolveu dedicar-se exclusivamente à atividade onde tem sido uma estrela de alta luminosidade: a educação.  
 
Quem vem  
Dois nomes despontam para substituir Marcus Vicente, na Casa Civil, assim que ele deixar o cargo.  
Um é Antônio Caldas Britto, com a vantagem de que não é candidato a nada, podendo ficar até o final do governo. Caldas Brito está sempre cumprindo missões, é homem de partido, o que pode levá-lo de secretário de Finanças de Sérgio Vidigal na Serra, por exemplo, a sub-secretário de Estado de Administração, cargo que ocupa atualmente.  
O outro é Luzia Toledo, que já acumula as Secretarias de Turismo e Representação Institucional e de Cultura e Esportes. Ela é candidata e teria que sair até 5 de abril, mas leva a vantagem de sua amizade com o José Ignácio.  
 
Hora da rapinagem  
Nos governos de Albuino Azeredo e de Vitor Buaiz foi igualzinho. Está chegando a hora das aves de rapina aparecerem para limpar o que resta de um governo em pele e osso.  
A sociedade capixaba deve observar atentamente esses movimentos nos próximos dias.  
 
Gente nova em VidaBrasil: Silvia Araújo, jornalista...  
 
Graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal da Bahia, Ufba, e pós-graduada em Relações Públicas pela Universidade Estadual da Bahia, a jornalista Sílvia Araújo acumulou uma vasta experiência durante 15 anos ininterruptos de carreira profissional. Passou pelos diversos meios de comunicação, com atuação nos setores de jornalismo diário, imprensa alternativa, assessoria de comunicação e produção de vídeo, garantindo a formação técnica-diversificada na área de jornalismo, o qual exerce com total objetividade e sensibilidade na busca de dados e repasse de informações .  
Atuante no jornalismo diário, a jornalista faz parte do quadro de assessoria de imprensa do atual prefeito de Salvador, Antonio Imbassahy, e também integra a equipe de reportagem da editoria do Aqui Salvador do jornal “Correio da Bahia”.  
Em 1994, foi correspondente da revista “Isto É”, colaborando na elaboração de matérias que enfatizavam aspectos político, cultural, entretenimento, saúde e comportamento, inserindo a Bahia no contexto da mídia nacional.  
Trabalhou também na mídia eletrônica e no campo de pequenos meios de comunicação, editou o “Jornal Dignidade”, uma produção independente e versátil dirigida ao segmento idoso.  
A partir de outubro, a jornalista estará produzindo matérias para VidaBrasil.  
 
Inseguro  
Um automóvel importado foi sinistrado dia 31/08 e enviado para reparos na oficina especializada na marca, a excelente Euro Car.  
Na mesma data, foi acionada a seguradora Sul América onde há uma apólice de seguro cobrindo o veículo. Depois de muita pressão do segurado e das corretoras Áquila e HRD, e após marcar e remarcar por quatro vezes, enfim, no dia 4 de setembro, o inspetor da seguradora apareceu na oficina para proceder os devidos registros. Dia 13 de setembro, após nove dias de desgastante insistência, foi autorizada a primeira parte do serviço que totalizou, pasmem, R$ 3.194,65 (três mil cento e noventa e quatro reais e sessenta e cinco centavos) e, pasmem mais ainda, porque neste total há uma franquia de R$ 1.900,00 (hum mil e novecentos reais), restando à seguradora R$ 1.294,65 (hum mil duzentos e noventa e quatro reais e sessenta e cinco centavos).  
Após o desmonte do veículo, foi constatada a avaria de mais algumas peças, acrescendo o orçamento em R$ 1.852,50 (hum mil oitocentos e cinquenta e dois reais e cinquenta centavos) totalizando para a seguradora a “extraordinária” despesa de R$ 3.157,15 (três mil cento e cinquenta e sete reais e quinze centavos). O orçamento complementar, fiquem mais pasmos ainda, só foi aprovado em 19 de setembro, exatos 20 dias depois que foi dada entrada no aviso de sinistro.  
Como quem faz seguro, o faz para ter tranquilidade, pergunta-se: qual a vantagem de ter um seguro com a Sul América?  
Um contraponto é preciso ser registrado: na mesma época, um sinistro que totalizou mais de 40 mil reais foi resolvido em menos de 48 horas. A seguradora? Porto Seguro.  
Tudo aqui descrito está devidamente documentado pela vítima, digo, segurado. E tem mais. Aguardem!  
 
O Espírito Santo é bom  
Enquanto se tenta escrachar o Espírito Santo Brasil afora, em função da crise política, a iniciativa privada criou no Estado, este ano, nada mais nada menos que 16 mil empregos. Os dados são do Ministério do Trabalho. E ainda há quem duvide que o Espírito Santo é bom  
 
Unimed X Amil  
Começa a se articular um grupo de oposição com a intenção de chegar ao poder frente à Unimed capixaba. De acordo com esse grupo, os objetivos iniciais da cooperativa foram totalmente desvirtuados. Os cooperados foram substituídos por médicos contratados e, segundo fonte verossímel, mal pagos. Os atuais diretores da cooperativa parece sentirem-se num trono e, ao tempo que distanciam-se daqueles objetivos da cooperativa, transformam a Unimed numa empresa poderosa, construindo hospitais, adquirindo imóveis e capitalizando-se. Seguem, pari passu, a Unimed paulista, hoje em processo falimentar.  
Enquanto isso, de mansinho, a competente Amil vai se instalando no ES e conquistando clientes importantes, mesmo com o jogo pesado que vem praticando a Unimed, sua atual concorrente no Estado.  
 
Voltando  
Montado em quatro “borrachas estreladas”, desfila pelas ruas de Vitória o empresário Natalino Marchiori. Parece recuperado do enorme susto financeiro que tomou. Trabalhador e competente, Marchiori tem tudo para retomar o lugar que ocupou nos meios empresariais da cidade.  
 
A vitória de ACM  
O ex-presidente do Congresso Nacional, Antonio Carlos Magalhães, afirma que a eleição de Ramez Tebet é uma desmoralização para o Senado e mostra que o presidente Fernando Henrique Cardoso aliou-se à banda podre do PMDB para tumultuar e impedir a cassação de Jader Barbalho que vive seu mais profundo inferno astral. Já o ex-senador baiano lidera com 57% das intenções de voto para governar a Bahia, seguido por João Durval do PDT com 10% dos votos. No PMDB de Gedel Vieira Lima, ninguém chega sequer a 5% dos votos.  
 
Verde  
Assumiu a Secretaria do Meio Ambiente, o advogado e ex-deputado Domingos Sávio. Tem experiência política, administrativa e livre trânsito na Assembléia Legislativa.  
 
No ar  
Enquanto isso, um certo e importante celular continua a tocar e a articular; mesmo atrás das grades.  
 
Um passinho prá frente...  
...e um passinho prá trás. O grupo dos 14 na Assembléia, que tem ainda o presidente José Carlos Gratz (que só vota para desempatar), prepara-se para engordar.  
Segundo os bastidores da política estadual, ainda que não venham a assumir isso publicamente, o grupo de apoio ao governo terá, ainda, Avílio Machado (PPB), Benedito Enéas (PFL), Juca Gama (PSDB), Wilson Japonês (PSB) e Gilson Gomes (PPS).  
Tudo devidamente acordado, onde eles disputam as mesmas bases com parlamentares fiéis de primeira hora.  
 
Guru falastrão  
O guru Landi Sobral foi para o programa do Jô Soares e chamou o governador do Espírito Santo, José Ignácio Ferreira, de caloteiro. A platéia não reagiu.  
Mas quando o apresentador perguntou a Landi por que ele não previu o calote, a platéia foi abaixo.  
Agora, cá para nós: se envolver com uma gente dessa é de lascar!  
 
Não?  
O secretário Eugênio Buery, que atravessou o maremoto do governo exercendo a Superintendência Estadual de Comunicação Social, demonstra-se cansado e colocou o cargo à disposição do governador.  
Foi o suficiente para o marqueteiro Rui Nogueira articular a ida de José Nunes para o tão cobiçado posto desprezado por Buery.  
Eugênio comentou com um jornalista da capital: O perigo para eles é eu atender ao pedido do governador e resolver não sair mais. No fechamento desta coluna, pelo visto, o pedido do governador, não foi atendido.  
 
Dança das cadeiras  
O PMDB está saindo fortalecido dessa confusão política no Estado. Azar do senador Gerson Camata e de sua mulher Rita, que anunciam sua saída do partido para aliar-se ao PPS de Paulo Hartung.  
A reação das bases do PMDB não poderia ser pior. E os Camata acreditam que os votos são deles.  
O PMDB já prepara a candidatura de Guerino Zanon, prefeito de Linhares, ao Senado, com uma superchapa para a Assembléia Legislativa e outra para a Câmara dos Deputados.  
 
Queda de braços  
Max Mauro não confia em Paulo Hartung, que não confia em Max Mauro.  
O PT e o PSB não confiam em nenhum dos dois e flertam com Sérgio Vidigal. Mas o prefeito da Serra, embora com uma imagem local boa, não tem capilaridade partidária e nem cacife, ainda, para governar o Estado. Enquanto isso, Theodorico Ferraço espreita calado. Essa oposição!?!...  
 
E o veterano delegado Mário Lopes tomou posse na Secretaria de Segurança já entregando mais 44 radiopatrulhas para as Polícias Civil e Militar.

  
José Carlos Gratz

Valci Ferreira

Mariazinha Vellozo Lucas

José Luiz Dantas

Marcus Vicente

Antônio Caldas Britto

Vitor Buaiz

Albuino Azeredo

Gente nova em VidaBrasil: Silvia Araújo, jornalista...

Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.