Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 331
Data:
15/8/2003
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 953430 vezes
» Índice
» Auots
Conheça o Saab 9-3 Convertible, e sinta o prazer de dirigir com os cabelos ao vento a máquina escandinava
» Sexo
Viver sem sexo pode transformar-se num verdadeiro inferno, quando a abstinência sexual não é voluntária
» Turismo
A pitoresca cidade belga Durbuy é uma boa opção para quem quer fugir dos destinos europeus mais comuns
» Momento especial
Momento também muito especial para o empresário Wildson Pina
» Dossiê
Onde está o Jack?
» Fato
Martin Whittome, da Johnnie Walker, derruba mitos e ensina a beber uísque com classe e simplicidade
» Atualidade
Leis para rir  

» Boca Miuda
Plano de Segurança
» Editorial
MAIORIDADE
» Turisnotas
Concorde a Venda
Boca Miuda

Plano de Segurança  
Um “novo” plano está sendo gestado na Secretaria de Estado de Segurança Pública capixaba. Vem aí um pregão para gastar os R$ 15 milhões mandados pelo governo federal. Serão comprados cerca de 400 veículos, GM ou Fiat, versão sedan ou hatch, para transporte de presos, rádios, armas, caminhonetes para os batalhões da PM, motos e bicicletas.  
Através do pregão, o setor quer economizar e, com o limite de 25% da Lei de Responsabilidade Fiscal, comprar 700 computadores. Isso significa que o convênio com a Prodest será desfeito e a Sesp vai montar sua própria intranet, com provedor e máquinas de última geração.  
Será criado um Grupo de Operações Táticas (GOT) para combater a pistolagem. O novo comando da segurança capixaba não quer relações com a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), prefere parcerias com as universidades particulares.  
O plano, que o secretário Rodney Miranda tem que apresentar até o final de agosto, por exigência do governador Paulo Hartung, é uma mistura do que foi feito no Estado até o ano passado com o plano desenvolvido em Minas Gerais. O “guardião”, aquele equipamento de espionagem eletrônica, deverá ser comprado definitivamente – até agora, está sendo usado sob contrato de leasing.  
No plano pessoal, será paga gratificação para policiais que deixarem o interior para trabalhar na Grande Vitória.  
 
Tudo em casa  
Não passou de ameaças o rompimento da ex-dama de ferro do Tribunal de Contas Mariazinha Vellozo Lucas, hoje deputada estadual pelo PSDB, com o governo de Paulo Hartung (PSB).  
Já está tudo em casa de novo, após a intermediação do filho, Luiz Paulo, prefeito de Vitória.  
A propósito, há quem garanta que LP vai bancar uma candidatura à sua sucessão porque considera que PH está amarrado com o governo federal e o PT.  
 
Renegociação na Codesa  
O novo presidente da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), Henrique Zimmer, está assustado com o que encontrou na empresa. Mas, antes de qualquer coisa, quer resgatar as finanças e está renegociando todos os contratos com empreiteiras e prestadores de serviços.  
Nessas renegociações, a Codesa, que em menos de um ano havia passado do superávit para os atrasos nos pagamentos dos fornecedores, está chegando a economizar 40% em alguns casos.  
 
Guerra é guerra  
O ex-delegado Cláudio Guerra, ouvido num dos inquéritos da Polícia Civil relacionados à contravenção no Estado, disse que em 1988 o jogo do bicho tinha estreitas relações com autoridades do governo do Estado.  
Na época, o Espírito Santo era governado por Max Mauro.  
 
Magno no Palácio  
O senador Magno Malta (PL), que não tem no Congresso Nacional o mesmo espaço de quando era deputado federal e presidiu a CPI do Narcotráfico, sonha e articula-se para disputar o Palácio Anchieta em 2006.  
 
Afago da terrinha  
O presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra, recebeu um afago especial em sua visita ao Espírito Santo. Ganhou uma camisa oficial do Alegrense, time de futebol profissional de Alegre, cidade onde nasceu dona Clóris de Barros, mãe de Dutra, que é senador licenciado por Sergipe.  
O presente parece ter agradado ao presidente de uma das maiores empresas do mundo. Ele levou uma camisa do Alegrense também como lembrança para dona Clóris.  
O emissário do presente vindo “do Alegre” foi este colunista. Pena que o Alegrense, embora finalista do Campeonato Capixaba, não conseguiu chegar ao sonhado tricampeonato.  
 
Batendo cabeças  
O Palácio Anchieta parece bater cabeças.  
Em seis meses já caíram o comandante da PM e o secretário de Saúde, Tadeu Marino, cuja nomeação havia criado uma tremenda dor de cabeça para o governador Paulo Hartung num momento em que buscava apoio da bancada estadual do PP.  
Na ocasião, o deputado federal Nilton Baiano, presidente regional do partido, rodou a baiana, com perdão do trocadilho. Ele e Tadeu Marino são mais do que adversários políticos.  
Agora, existe a iminência, já anunciada pelo secretário Tião Barbosa, de duas outras substituições de secretários.  
 
Coronel candidato  
O coronel Samuel Nasci-mento, que foi chefe da Casa Militar e comandante da Polícia Militar no governo passado, está empenhadíssimo em conquistar uma vaga na Câmara de Vereadores de Aracruz.  
Depois disso, vai partir para ser prefeito, seu velho sonho.Velhos amigos  
O prefeito Paulo Lemos está aproveitando a velha amizade com João Coser, dos tempos em que era líder do governo Albuino na Assembléia Legislativa, e encaminhado ao ministro José Dirceu, importantes projetos para o pequeno município de Ibitirama.  
O mais importante deles o pedido de asfaltamento de 35 quilômetros entre Ibitirama-Santa Marta-São José-Pedra Roxa para desenvolver um corredor turístico na Serra do Caparaó.  
 
Sem bandeira  
Derrotado nas últimas eleições, sem mandato e sem bandeira, o ex-governador Max Mauro agora quer ser presidente da Federação de Futebol do Espírito Santo.  
O que ele entende da área?  
 
Balão de ensaio  
Marcelo Santos, filho do prefeito Aloísio Santos, de Cariacica, articula-se para “tomar” a Mesa Diretora da Assembléia Legislativa dos petistas em 2005.  
A propósito, lembram-se da notinha que saiu aqui sobre uma festa de arromba promovida por funcionários na Casa? Pois é. Deu demissão por lá.  
 
Forte São João  
Em Vitória, a Casa Cor deste ano promete.  
O Forte São João, que sediava o Clube de Regatas Saldanha da Gama, está passou por ampla reforma, até na parte externa, ganhando canteiros de flores.  
Depois do evento, o local vai sediar, definitivamente, a Secretaria de Estado de Cultura e Esportes.  
O governo passado enrolou a diretoria do Saldanha durante quatro anos e, no final, foi despejado do imóvel, mas o atual governo capixaba valorizou a parceria e em menos de seis meses fechou negócio.  
O imóvel é simplesmente fantástico.  
 
A queda do comandante  
A coluna cantou a pedra com muita antecipação.  
O coronel Júlio César Lugato foi exonerado do comando da Polícia Militar do Espírito Santo pouco mais de seis meses depois de ser nomeado.  
Foi substituído pelo coronel Luís Carlos Giuberti, que está muito mais antenado com as atualidades da segurança pública e tem a confiança do secretário de segurança Rodney Viana.  
Giuberti, 46 anos, era o subcomandante geral da PM e foi subsecretário de Justiça do governo passado, tendo participado ativamente da única coisa que terminou bem naquela administração: o programa de segurança.  
 
Sem grana  
A Prefeitura de Vitória, que precisa gastar R$ 2 milhões por dia útil para cumprir seu orçamento, está sem dinheiro e com as obras do Projeto Terra paradas.  
O governo federal suspendeu todos os repasses de recursos.  
Com isso, os problemas se avolumam. A prefeitura não sabe o que fazer com os ambulantes do Centro de Vitória, porque está sem dinheiro para fazer as obras necessárias para instalá-los na Rua Duque de Caxias junto com um centro de serviços cidadãos.  
Tudo isso, porém, já serviu para uma coisa: a administração descobriu que 80% dos ambulantes são testas-de-ferro de comerciantes sonegadores.  
 
Disputa na Serra  
Betinho Sartório, empresário que já foi dono da fábrica da Pepsi em Vila Velha e do Estoque Atacadista, e hoje se diverte nas corridas de carro no Barródromo de Jacaraípe enquanto seu Shopping Norte anda entregue às moscas, quer disputar a Prefeitura da Serra pelo PSL.  
Vai disputar a indicação com o fiscal municipal Cláudio Mello. Talvez juntem as chapas e um seja vice do outro.  
 
Mais uma vítima  
Não escapa ninguém.  
O ex-governador Vitor Buaiz esteve no dia 2 de agosto, um sábado, no DPJ de Vitória para registrar queixa.  
Teve o carro arrombado e levaram seu toca CD. É mais uma vítima da insegurança na capital capixaba.  

  
Luiz Paulo

Mariazinha Vellozo Lucas

O senador Magno Malta

o governador Paulo Hartung

Vitor Buaiz

Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.