Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 331
Data:
15/8/2003
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 953429 vezes
» Índice
» Auots
Conheça o Saab 9-3 Convertible, e sinta o prazer de dirigir com os cabelos ao vento a máquina escandinava
» Sexo
Viver sem sexo pode transformar-se num verdadeiro inferno, quando a abstinência sexual não é voluntária
» Turismo
A pitoresca cidade belga Durbuy é uma boa opção para quem quer fugir dos destinos europeus mais comuns
» Momento especial
Momento também muito especial para o empresário Wildson Pina
» Dossiê
Onde está o Jack?
» Fato
Martin Whittome, da Johnnie Walker, derruba mitos e ensina a beber uísque com classe e simplicidade
» Atualidade
Leis para rir  

» Boca Miuda
Plano de Segurança
» Editorial
MAIORIDADE
» Turisnotas
Concorde a Venda
Turismo

A magia da cidade belga de Durbuy é o reflexo das centenas de anos de história presentes na sua arquitetura e no traçado peculiar e aconchegante das ruas. Localizada nas margens do rio Ourthe e nas proximidades do Penhasco de La Falize, na província belga de Luxemburgo, foi fundada durante o século XI, em torno de um castelo construído pelo conde de Luxemburgo. Foi exatamente esta fortificação que serviu de defesa contra as agressões dos inimigos, principalmente de um poderoso vizinho, o príncipe de Liége. No século XIV, Durbuy foi instituída como cidade pelo conde John of Bohemia, época que assinala a edificação de um muro à sua volta, que veio reforçar a defesa do castelo.  
Apesar de ter sido agraciada com o estatuto de cidade em 1331, como a sua população que não ultrapassava os 400 habitantes, depressa conquistou o apelido de “menor cidade do mundo”. Só em 1977 é que perdeu essa fama ao fundir-se com uma série de cidades vizinhas, dando origem, desta forma, a uma nova unidade urbana, com cerca de 8 mil habitantes. Ainda assim, a população não perdeu o hábito e continua a afirmar que pertence à “menor cidade do mundo”.  
Durbuy é, de fato, uma cidade pequena, mas encantadora, munida de muita infra-estrutura, divertimentos e pólos de interesse. O mais impressionante edifício de Durbuy continua sendo o castelo fortaleza, que, depois de ter sido reconstruído e renovado por diversas vezes, pertence hoje à família d´Ursel. Um passeio pelas minúsculas ruas labirínticas dá a impressão de que Durbuy é muito maior. Aliás, um dos grandes encantos desta pequena cidade são as suas ruas, construídas com a típica pedra cinzenta da região de Ardennes e que, ainda hoje, mantêm o seu traçado original. Na rua principal encontra-se a Grain Hall, hoje ligada à casa do turismo local. Entre as poucas lojas que existem, encontram-se algumas muito interessantes, que vendem especialidades da região. Não deixe de se deliciar também com a gastronomia local, pois em Durbuy é possível encontrar vários res-taurantes e bistrôs de qualidade. Nas ime-diações da cidade, usufruindo os predi-cados naturais da região, é também possível fazer cami-nhadas, ciclismo, andar a cavalo e praticar golfe. Ao contrário do que sucede nas grandes metrópoles modernas, o fato de Durbuy ser conhecida como a “menor cidade do mundo” confere-lhe um encanto fami-liar e uma dimensão acolhedora.  

  


A arquitetura é um dos encantos de Durbuy

Se você é daquelas pessoas que gostam de variar e fugir dos destinos tradicionais do verão europeu, aproveite a sugestão e visite a pitoresca cidade belga de Durbuy

O castelo é um dos pontos centrais da pitoresca cidade

Perca-se nas minúsculas ruas e usufrua as bonitas praças belgas

Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.