Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 304
Data:
15/4/2002
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 1927976 vezes
» Índice
» Editorial
A hora da escolha
» Atualidade
Homens durões...
» Foco
Ivo Pitanguy recebe homenagem em Vitória
» Turisnotas
Torneio de golfe: Transamérica Ilha de Comandatuba apresenta o II Challenge TAM Transamérica
» Turismo
No sul da Espanha, o Incosol é um oásis de descanso que mistura hotel com spa e clínica
» Autos
Aliado de elegância e do sentido prático, o F-Type marca o forte regresso da Jaguar
Boca Miuda

Troca-troca  
Ademar Rocha, presidente da Câmara de Vitória, está experimentando por 15 dias a cadeira de prefeito da capital capixaba.  
O prefeito Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) saiu de licença e seu vice, Ademir Cardoso, não assumiu porque se tornaria inelegível e é candidato a deputado federal.  
Há quem diga que Luiz Paulo ainda vai refletir se volta ao posto.  
 
Mosca azul  
Do próprio Ademar Rocha a coluna ouviu que o prefeito Luiz Paulo, de Vitória, ficou tonto ao ver o resultado de uma pesquisa da Futura demonstrando que 75% dos capixabas o conhecem e, desse universo, mais de 50% admitem votar nele para senador por algum motivo.  
A propósito, a tal pesquisa mostra Paulo Hartung (PSB) na frente nas intenções de votos, mas revela, também, que a sucessão está muito longe de estar definida no Estado.  
Max vem em segundo e Ignácio em terceiro.  
 
Eleitor fiel  
Apenas dois políticos capixabas, conforme pesquisa da Futura, têm 100 por cento da fidelidade de seus eleitores: o deputado estadual José Carlos Gratz (PFL) e o deputado federal Marcus Vicente (PPB).  
Isso é aferido da seguinte maneira: o pesquisador pergunta, por menção espontânea, em quem o eleitor votaria. Depois que ele se manifesta, o pesquisador apresenta uma relação de nomes, incluído o da preferência do eleitor, para que, dentre aqueles, ele escolha um.  
Os eleitores de Gratz e Marcus confirmam o voto neles.  
 
 
Mutirão  
A Câmara de Alto Rio Novo, pequeno município do norte do Estado, desmembrado de Pancas há pouco mais de 10 anos, ainda não tem sede até hoje.  
A população local resolveu fazer um mutirão da cidadania, que reuniu, para começar, o padre e o pastor da cidade. E a sede da Câmara, presidida pelo vereador José Pinto da Silva (PMDB), está saindo com doações e mão-de-obra da comunidade.  
Aos sábados, os vereadores se juntam ao povo e também colocam a mão na massa.  
 
Poluição visual  
A poluição visual na Ponte Darcy Castello de Mendonça (a Terceira Ponte) não fere o Código Brasileiro de Trânsito?  
 
O que será que será?  
Com o trator a todo vapor para disputar uma vaga de deputado federal, o ex-secretário de Estado de Agricultura Marcelino Fraga corre o risco de não ter legenda no PMDB.  
Pelo menos pela vontade do senador Gerson Camata e de sua mulher Rita.  
Marcelino é do grupo de dissidentes do partido que ficou no governo do Estado.  
 
Volta de Baromeu  
Rui Baromeu, que perdeu a disputa da reeleição para prefeito de São Mateus, terceira maior cidade do norte do Estado, anunciou que vai disputar uma vaga na Assembléia Legislativa pelo PMDB.  
 
 
Acordo a caminho  
Gilsinho Lopes, deputado estadual do PFL, é quem costura com o governador José Ignácio Ferreira uma possível aliança de seu partido com o PTN visando à reeleição.  
Já conversam sobre nomes.  
 
Ao vivo é fogo  
O jovem e competente repórter Mário Bonela, da TV Gazeta, sapecou ao vivo, no jornal ESTV-2ª Edição do dia da Festa da Penha (8 de abril), que o auto do Frei Pedro Palácios, encenado no Convento da Penha, retrata “o desembarque de Vasco Alves na Prainha de Vila Velha”.  
No final da edição, voltou para, em 30 segundos, dizer que o auto já estava começando e sutilmente corrigiu o ato falho, enfatizando o nome de Vasco Fernandes Coutinho como o personagem retratado.  
ooo  
Coisas de tevê ao vivo  
Na semana anterior, Jô Soares havia mostrado a crise de riso da competente Lilia Wite Fibe no portal Terra quando leu uma notícia sobre uma velhinha de 85 anos, na cadeira de rodas, pega com Ecstasy. O namorado dela, de 55 anos, pensou que as pílulas fossem Viagra.  
 
 
Vidigal x Max  
Na cabeça de chapa, o prefeito Sérgio Vidigal, da Serra, e o deputado federal Max Mauro estão unidos. Vidigal apóia Max para governador.  
Nas eleições proporcionais, porém, estarão apoiando outros nomes.  
Na Serra mesmo, Vidigal quer fazer de seu secretário de Serviços Urbanos, Humberto Manato, deputado federal. Mesma pretensão tem Max com João Felício Scárdua, que foi secretário de Saúde de José Ignácio e atualmente é secretário de Administração de Vidigal.  
 
 
Estratégia do PT  
O PT capixaba está de olho na verticalização das eleições. Acha que ela mata no ninho muitas candidaturas a presidente da República, principalmente a de Anthony Garotinho (PSB).  
Enquanto isso, vai tocando a campanha de João Coser a governador, mas vendo com bons olhos uma composição com outra candidatura ao Anchieta para lhe garantir uma vaga no Senado.  
Perly Cipriano, velho combatente do partido, vai disputar uma vaga de deputado federal.  
 
Eleição de Vitor  
O ex-governador Vitor Buaiz voltou a experimentar o gosto de uma eleição.  
Foi escolhido por seus colegas chefe da clínica médica do Hospital das Clínicas, o único hospital público federal do Estado.  
 
 
Complicação  
Marinelshington da Silva, que lidera as Assembléias de Deus no Estado, deu sinal verde para um articulador conduzir as conversas que visam à sua indicação como vice-governador na chapa de José Ignácio Ferreira (PTN).  
No embalo das negociações, Marinelshington quase levou uma rasteira.  
Magno Malta, deputado federal candidato ao Senado, tentou convencê-lo a colocar sua igreja à disposição da candidatura de Jair de Oliveira à Câmara dos Deputados.  
O problema: o esquema de Magno está ligado a Max Mauro ou Paulo Hartung, não ao de José Ignácio.  
Marinelshington pulou fora.  
Solto, afinal  
O desembargador Sérgio Gama, do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, concedeu liminar que pôs em liberdade o ex-prefeito Paulo Lessa, de São Gabriel da Palha, Norte do Estado.  
Lessa, afastado do cargo logo depois de perder a eleição de 2000 por menos de 100 votos de diferença, foi recebido com festa nas ruas da cidade.  
 
Cacá x Cavalheri  
Tanto o deputado estadual Antonio Cavalheri (PGT) quanto o prefeito Cacá Gonçalves (PSDB), de Aracruz, negaram que estejam com relações políticas estremecidas, conforme noticiou a coluna da última edição.  
“Aracruz precisa de todas as suas lideranças unidas”, disse Cavalheri, atribuindo a informação sobre sua suposta insatisfação com a administração municipal a pessoas que preferiam que ele e o prefeito estivessem mesmo um contra o outro.  
 
Meu garoto  
Aloízio Santos (PSDB), prefeito de Cariacica, pede votos para seu filho Marcelo Santos (PTB, de Max Mauro) para deputado estadual.  
E também para Gilsinho Lopes (PFL).  
 

  
Prefeito Ademar Rocha

deputado federal Marcus Vicente

deputado estadual José Carlos Gratz

Marcelino, o sem legenda

Max

Governador José Ignácio

Deputado Gilsinho Lopes

Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.