Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 287
Data:
31/7/2001
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 1374559 vezes
» Índice
» EDITORIAL
A consolidacão da qualidade
» AUTOS
Spyker perfeição sob medida
» RIO CLASSE A
Foi no Copacabana Palace, que se realizou o jantar beneficente em prol da Vida Obra Social
» TURISMO
Bahamas Paradise Island
» TURINOTAS
Vasp cresce 13,2%, apesar da instabilidade econômica que abala o Brasil e o mundo
» BOCA MIUDA
BOCA MIUDA
BOCA MIUDA

Veneno puro  
 
Vira e mexe, os vereadores de Vitória vêm com uma história nova para deixar o prefeito Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) em saias justas.  
A primeira delas foi o desafio do presidente da Câmara, Ademar Rocha (PSDB), ao prefeito para fazerem teste toxicológico em seus respectivos cabelos.  
Luiz Paulo refugou.  
Agora, Zezito Maio (PFL) aprovou projeto de lei instituindo exame antidoping para ocupantes de cargos eleitivos e comissionados.  
Luiz Paulo vetou.  
 
Garotos travessos  
 
De Garoto o capixaba entende.  
Mas, agora, há gente fazendo o eleitorado daqui entender também de Garotinho.  
São cada vez mais freqüentes as visitas ao Estado do governador fluminense Anthony Garotinho, misturando discursos políticos e religiosos em sua caminhada para viabilizar-se candidato à Presidência da República.  
O deputado baiano-capixaba Magno Malta, por isso e para isso, tomou conta do PL e tenta pegar carona no caro brinquedo do garoto travesso de Campos.  
 
Velhas manias  
 
Virou hábito secretários de Estado deixarem o governo levando as prerrogativas do cargo que ocupavam. Telefone celular, por exemplo, precisa ser desligado pela Casa Civil. Os aparelhos somem.  
Um desses secretários levou até o carro, que era locado. Só devolveu depois que os funcionários do governo ameaçaram tornar o fato público.  
A solução ocorreu em meio à crise política entre o Palácio Anchieta e a Assembléia Legislativa. Antes que surgisse um novo escândalo.  
 
Mãe Joana  
 
Os corredores do Palácio Anchieta parecem casa-de-mãe-Joana. Um monte de desocupados circula por ali, principalmente no primeiro andar, onde funciona a Casa Civil do governo.  
A vulnerabilidade é tanta, que esses bisbilhoteiros costumam postar-se junto à porta que dá para o gabinete do secretário.  
Não será surpresa se, de repente, apresentarem alguma gravação de conversas reservadas de gente do governo.  
 
Via alternativa  
 
Movendo-se com a discrição dos políticos mineiros, como era o estilo de seu avô Tancredo, o deputado Aécio Neves (PSDB) chegou à presidência da Câmara dos Deputados e impôs logo seu estilo.  
Contornou as diferenças, satisfez interesses de seus colegas usando recursos de gorduras de atividades-meio, e imprime um estilo de eficiência no comando da Mesa Diretora.  
Ninguém se assuste se ganhar corpo, no próximo ano, um movimento em torno de Aécio como alternativa para a sucessão de FHC2.  
 
Vidigal se assanha  
 
Ao participar de um evento do Fórum Evangélico de Vitória, o prefeito Sérgio Vidigal (PDT), da Serra, descartou a possibilidade de aliar-se aos hartunguistas.  
Vidigal disse que os últimos governadores foram eleitos com o apoio da mesma elite que está por trás da candidatura de Paulo Hartung e que, se o povo capixaba quiser mudanças, vai ter que buscar uma terceira via.  
Alguém que possa romper com tudo e que, jura, não seria ele.  
 
Espirituoso  
 
Em meio à confusão da política capixaba, comentário de um jornalista de Cachoeiro sobre o próximo governador: “A alternativa vai ser eleger o Gratz. Pelo menos vale o que está escrito”. Enquanto isso, Gratz curte a família em viagem pela Europa e ri à toa das confusões que, por sinal, não foi ele quem arranjou.  
Cobiça  
Vem do clã dos Borges o pretendente ao cargo de Fábio Falce na presidência da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa). A bancada federal reagiu sem entusiasmo.  
 
Meteoro  
 
Se quem escolheu o deputado Juca Gama combinasse com ele, sua meteórica passagem pela liderança do governo na Assembléia Legislativa não faria estrago maior.  
 
Ninho incendiado  
 
Este é o resumo da ópera no ninho tucano.  
O governador José Ignácio está há mais de três meses enfrentando uma bateria de denúncias contra a administração.  
O prefeito Luiz Paulo Vellozo Lucas não consegue domar a nova Câmara de Vitória, pilotada por Ademar Rocha.  
A Executiva Municipal da capital pede à Executiva Nacional intervenção no PSDB estadual.  
Caciques nacionais falam na expulsão de José Ignácio.  
Membros da Juventude Estadual pedem a expulsão de Luiz Paulo.  
E ainda nem começou a briga pela indicação para candidato ao Senado no próximo ano. O senador Ricardo Santos e a suplente Luzia Toledo querem ser os indicados.

  
Ademar, proposta

Malta, o caroneiro

Luiz Paulo, veto

Anthony, o travesso

Aécio, a terceira via

Vidigal, caminho próprio

Gratz

Juca, o meteoro

Desafinados: Luiz...

...Ignácio...

...Ricardo...

...Luzia

Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.