Vidabrasil circula em Salvador, Espírito Santo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo Edição Nº: 296
Data:
15/12/2001
Capa | Edições anteriores| Assine já | Fale com a redação
Página visitada: 1374574 vezes
» Índice
» Editorial
O meio revista
» Turismo
Maramures: nascimento, vida e morte na província esquecida de Ceausescu, na Romênia
» Autos
Bentley Azure e Porsche 911 Carrera são as novas sensações do automobilismo mundial
» Turisnotas
ACM, o governador César Borges e o prefeito Antônio Imbassahy na inauguração do hotel Carlton Bahia
» Boca Miuda
Expresso da malandragem
Saúde

Como personalidades baianas administram seu tempo praticando atividades físicas e tendo uma alimentação saudável.  
 
Segunda-feira eu começo. Desculpas como essa ouvimos muitas vezes de pessoas que não conseguem desenvolver regularmente uma atividade física, introduzindo-a na sua programação diária. Bom, se esta não é uma tarefa nada fácil para aqueles que têm uma vida, vamos dizer assim, funcionalmente controlada, cumprindo horário de trabalho preestabelecido, imagine para as pessoas públicas ou empresários, que carregam movimentadas agendas, recheadas de inúmeros compromissos a cumprir! A jornalista Silvia Araújo traçou nesta reportagem o estilo de vida de personalidades baianas ligadas aos segmentos políticos, da medicina, artístico e empresarial. A primeira-dama do Estado da Bahia e presidente das Voluntárias Sociais da Bahia, Tércia Borges; o médico e pesquisador Elsimar Coutinho, a cantora Margareth Menezes e o diretor geral da Microsiga na Bahia, José Ricardo Pinheiro, contam como realizam esses malabarismos, adotando uma postura equilibrada no cotidiano, mesclando as suas atividades administrativas, profissionais, artísticas, acadêmicas, familiares com atividades físicas e uma alimentação balanceada.  
 
Tércia Borges  
 
A demora para marcar entrevista, que durou quase um mês e meio, foi o suficiente para perceber quanto o cotidiano da presidente das Voluntárias Sociais, Tércia Borges, 36 anos, é atribulado de compromissos administrativos ao dirigir a área social da Bahia e cumprir com tranqüilidade a lotada agenda de trabalho, que vai desde visitas a creches, centros sociais e de recuperação até o atendimento em audiência de pessoas carentes, líderes comunitários, dirigentes de instituições, prefeitos e primeiras-damas das cidades do interior, na resolução de diversos problemas sociais.  
Mesmo assim, Tércia Borges não larga mão de ter uma conduta de vida saudável, voltada para o bem-estar, qualidade de vida e o propósito de manter seus bem-distribuídos 58 quilos. Os seus exercícios físicos são realizados na parte da manhã, depois de ser despertada com o beijo da filha Bárbara pontualmente às 6h, aprontando-se para ir à escola. Logo depois, após tomar água de coco, a primeira-dama da Bahia trata de percorrer durante uma hora os jardins da residência do Palácio de Ondina, junto com o marido, o governador César Borges, para em seguida tomar o café da manhã regado principalmente a frutas.  
O hábito de praticar exercícios ela adquiriu já na infância, a partir dos seis anos quando fazia balé clássico, tendo mais tarde optado pelo jazz, e aos 14 anos praticado o voleibol, fazendo parte da Seleção Amadora Brasileira de Voleibol. “Sempre fui esportista na minha vida inteira. Sempre gostei de dançar”, revelou ela afirmando que ao passar da adolescência optou por freqüentar as academias de ginástica.  
Atualmente, utiliza após as caminhadas os aparelhos de musculação instalados na residência para seguir a série de exercícios que favorece o enrijecimento da musculatura. “Nunca deixo de fazer exercícios, pelo menos uma hora por dia. Hoje fiz uma hora de spinn bike e uma hora de ginástica localizada. Fazer ginástica faz parte da rotina da minha vida. Me sinto muito bem”, diz ela ressaltando que principalmente nos finais e semana e feriados pratica esporte, às vezes, acompanhada do governador, “quando ele tem tempo”.  
De vez em quando, Tércia Borges freqüenta as bem equipadas academias da cidade como a Julião Castello, no Apart Hotel de Ondina, sempre no horário de almoço, quando o ambiente está vazio, permitindo uma certa privacidade. Quando nota o peso acima do limite de 58 quilos, ela beneficia-se dos serviços do Irte, submete-se ao tratamento de termoterapia e massagem, que favorece a eliminação de toxinas e líquidos em excesso.  
Até mesmo nas horas de lazer, ao desfrutar do ambiente agradável da ilha de Itaparica, a presidente das Voluntárias Sociais exercita o corpo, escolhendo atividades mais prazerosas com as quais se identifica. Amante da atividade de velejar, não mede esforços em subir e descer vela, tirar e colocar âncora. Com os filhos, também anda de bicicleta dispersando energia. A alimentação de toda a família Borges é preparada a partir de produtos saudáveis, que favorecem uma maior energia ao organismo e disposição para enfrentar a carga de trabalho. “Adoro saladas. Como bastante. O ideal é variar as verduras para não enjoar”, recomenda revelando que não faz dieta, preferindo apenas manter o peso, através de um cardápio à base de frutas, grelhados de frango e peixes. No jantar, contenta-se com uma saborosa sopa.  
Apenas nos finais de semana é que sai um pouco da rigorosidade nutricional, pois como uma boa baiana, não abre mão de comer um acarajé ou mesmo uma moqueca ou feijoada. Mas nada que impeça de manter a forma física e os invejáveis cabelos sedosos e a pele lisa e uniforme, que ela jura não fazer nenhum tipo de tratamento, apenas aplica bloqueador solar e hidratante.  
 
Elsimar Coutinho  
 
“Quatro e meia, abro um olho. Cinco horas, eu abro o outro”, brinca o médico-pesquisador em Fertilização e Reprodução Humana, Elsimar Coutinho, que aos 70 anos descobriu na atividade da musculação a fonte da saúde e disposição, tornando-se adepto da novidade que era tão distante da sua realidade. A opção por esta atividade física partiu da necessidade de curar uma tendinite no ombro direito, que lhe incomodava muito ao utilizar o braço em diversas funções, como carregar pasta e mala, escrever artigos e fazer exames ginecológicos.  
Até os 60 anos, Elsimar Coutinho liberava sua energia jogando tênis. Em qualquer hotel que chegasse praticava o esporte. Chegou a construir quadras de tênis em sua casa no bairro de Itapuã e na fazenda de Mata de São João. Mas muitos parceiros do esporte foram embora do país ou mesmo morreram, fazendo com que perdesse o interesse pelo tênis. Passou a caminhar durante 10 anos. Coutinho apenas caminhava uma hora por dia, exercitando o movimento aeróbico. Mas sentia fortes dores no braço, criando dificuldade nos movimentos. Ao ser recomendado por um colega ortopedista a fazer musculação, o médico decidiu contratar um personal trainner.  
Às 6 horas em ponto, o profissional chega no seu confortável apartamento em São Lázaro, no bairro da Federação, que além de orientar a série de exercícios, própria para a sua faixa etária e as condições de saúde. Também indicou a modificação na alimentação, à base de proteína, frutas e verduras e a introdução de merendas reforçadas nos horários das 10 horas e 16 horas, quando passou a comer peixe e derivados.  
Ao iniciar o exercício muscular num equipamento modesto, já sentiu paulatinamente os primeiros resultados positivos, com ganho de musculatura, o que lhe criou entusiasmo para não abandonar a atividade. “Eu não tinha musculatura nenhuma. Tinha o braço fino de um médico de 70 anos que não fazia ginástica regular”. O que mais lhe agradou foi o desaparecimento da tendinite, e as dores que ela causava. A musculação devolveu a força e os movimentos do braço que já não mais executava. “Passei a carregar minha neta no colo, a voltar a dirigir automóvel, montar a cavalo”, conta ele.  
Uma hora é o tempo suficiente para executar a série de exercícios proposta e que tem permitido o desenvolvimento de força nos braços, necessária para não precisar usar os tendões. O médico faz com prazer regularmente os exercícios, todos os dias, “mesmo que eu esteja hospedado em hotel”.  
Ao lado da prática da musculação, ele segue as orientações alimentares do personal trainner. No café da manhã, prestigia frutas variadas. Toma obrigatoriamente um copo de cenoura com laranja. O almoço é diversificado, podendo inclusive comer carneiro, vitela, frango e carne vermelha, além de uma boa quantidade verduras e folhas. Mas tudo em pequenas quantidades. A ingestão diária de cápsulas de óleo de vegetal é fundamental para proteger as coronárias.  
Entre as bebidas alcoólicas, ele revela preferência pela cerveja, que faz questão de explicar a sua diferença com relação ao vinho. “Contem ácido fólico, agente que baixa a homossisteína, substância perigosa ao homem assim como o colesterol alto”. Assim, toma apenas um copo por dia, como se fosse um medicamento. Enquanto o vinho, prefere beber esporadicamente durante a noite.  
As caminhadas na orla de Salvador são reservadas quando há tempo disponível, devido à série de compromissos de trabalhos mantida no decorrer da semana, que inclui viagens semanais a Brasília, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, São Paulo e Belo Horizonte. Nestes locais, ele chega a atender 40 pessoas por dia nas especialidades de ginecologia, andrologia e problemas de sexualidade, além de conceder entrevista em programas de televisão e participar de conferências. Em Salvador, além de comandar a equipe do Ceparh – Centro de Pesquisa e Assistência e Reprodução Humana que atende gratuitamente a camada pobre da população, o médico-pesquisador realiza consultas particulares, além de fazer pesquisa e escrever artigos para revistas médicas especializadas.  
 
Ricardo Pinheiro  
 
Pelo menos uma vez por semana o empresário José Ricardo Pinheiro, diretor-geral da Microsiga Bahia, empresa de software, substitui temporariamente o paletó pela bermuda para surfar na praia. É um procedimento que segue desde os últimos três anos, quando descobriu por acaso que tinha pressão alta ao fazer um exame médico para submeter-se ao teste na câmara hiperbárica (simulação de mergulho). Além de representar uma herança genética, a pressão alta estava associada ao excesso de trabalho vinculado ao sedentarismo, um ritmo que assumiu a partir dos 19 anos quando iniciou suas atividades profissionais, lhe rendendo alto nível de estresse.  
A descoberta serviu de alerta para que ele tomasse algumas medidas preventivas e ao mesmo tempo prazerosas que garantem a melhoria na qualidade de vida. Com este objetivo, assumiu novos hábitos saudáveis no cotidiano, exercitando-se com freqüência e fazendo uma alimentação equilibrada, sem esquecer das responsabilidades empresariais.  
José Ricardo reúne-se na praia de Jaguaribe, a partir das 6h30, com um grupo de amigos, empresários e administradores. Neste dia, se dá ao luxo de iniciar as atividades profissionais a partir das 9h30. “O contato com o mar e com os amigos é uma verdadeira terapia” , disse ele.  
Já a natação e musculação são executadas curiosamente no horário de almoço. Ele nada entre 13h e 14h na segunda, terça e quinta-feira, enquanto na quarta-feira exercita-se na academia. Para José Ricardo, este período do dia é o mais tranqüilo para fazer malhação. Para facilitar a sua movimentação, matriculou-se no clube e academia próximos à sede da empresa. Após a malhação, mas revigorado, ele retorna às tarefas de trabalho, seguindo à risca a rotina, a não ser quando é obrigado a marcar uma reunião inadiável no horário de almoço.  
Na parte da manhã, o empresário prefere se dedicar exclusivamente ao trabalho, começando a partir das 7h30, ora administrando externamente, mantendo contato com as equipes de São Paulo do grupo Microsiga, ora atuando em nível interno, relacionando-se com o corpo de funcionários, tomando decisões, articulando estratégias administrativas e financeiras e controle de projetos. A noite é reservada à família. “Quero acompanhar o desenvolvimento da minha filha de quatro anos”, explica ele.  
José Ricardo dissemina a sua filosofia de vida na equipe de 50 funcionários que gerencia, incentivando-os à realização de condicionamento físico regular. “Não quero que eles dêem hora extra. Da mesma forma que a atividade física me fez bem, fará bem também para os funcionários, aumentando com isso a sua motivação e dedicação no horário adequado de trabalho. Por isso, sempre facilito e oriento todos eles para se dedicarem ao exercício”, disse o empresário defendendo a necessidade das pessoas de destinarem horário para si próprio.  
 
Margareth Menezes  
 
A voz ainda mais rouca do que de costume, no outro lado da linha telefônica, denunciava cansaço. É que a cantora Margareth Menezes tinha se apresentado num show em Porto Alegre na madrugada anterior à entrevista (dia 10, sexta-feira), para às 5h pegar o avião de volta a Salvador.  
É nesta época do ano que ela, entre outras estrelas baianas, dispersam maior quantidade de energia, em função da participação nas intensas festividades baianas, que incluem ensaios de blocos, shows, programação de reveillon, prolongando-se até o período carnavalesco, como também da gravação de CD‘s.  
Em fase de finalização do 5º CD, que leva o nome “Maga”, a cantora está às voltas com incansáveis gravações, passando boa parte do tempo no estúdio. Para agüentar o pique de trabalho, Margareth realiza com certa rigorosidade uma dieta alimentar e mantém o condicionamento físico, essenciais para o bom desempenho no palco e à tranqüilidade emocional.  
Com insatisfação foi obrigada a suspender temporariamente as caminhadas na praia de Stella, onde reside atualmente, que costumava fazer pelo menos duas vezes por semana. Mas a musculação é praticada com disciplina, tendo o auxílio de um personal trainner nos exercícios de alongamento e aquecimento, durante o período de duas horas. As atividades são feitas três vezes na semana nos aparelhos e acessórios instalados dentro da própria casa.  
Praticar esporte não é novidade para a ela que na adolescência experimentou a modalidade do salto à distância e participou de time de handball da escola. “Gosto de praticar esporte. Todas as séries de musculação são feitas conscientemente, sob a orientação do profissional, proporcionando bem-estar, me revigorando plenamente. Parece que o sangue bombeia com mais rapidez”, diz a cantora.  
Há quatro anos, quando a sua carreira deu um salto qualitativo, a cantora resolveu mudar o visual, inovando o guarda-roupa e o corte e cores de cabelo. Ao mesmo tempo, passou a adotar uma alimentação mais saudável, proporcionando o equilíbrio do peso. Hoje, ela se sente bem melhor, ao apresentar-se mais leve e elegante.  
O seu café da manhã é religiosamente regado a frutas e iogurtes adoçados com melaço. Como vitamina natural, ela ingere todos os dias sumo de frutas, indicado por um médico naturalista e que é preparado com três cenouras, maçã, punhado de uva vermelha e folha de agrião, que proporciona maior energia, como também fortalece o cabelo e melhora a qualidade da pele. Na refeição de meio-dia, ela prefere consumir sempre peixe e mariscos, um costume que adquiriu na ilha de Maré, localidade de origem. Mas as verduras têm lugar especial no seu prato. Ela costuma se fartar principalmente das folhas verdes.  
Adepta aos hábitos saudáveis, a cantora não bebe nem fuma, preservando desta forma a sua voz, instrumento de trabalho, que é cuidada à base de gargarejos diários.  
Até o Carnaval, Margareth estará envolvida numa vasta programação musical, que vai desde os ensaios do bloco Mascarado, do qual é proprietária, promovidos todas as sextas-feiras no Espaço Gueto Square, de Carlinhos Brown, no Candeal de Baixo, além de shows, festas, como a do Camarão, na cidade Valença. A hora de lazer é destinada a leituras e ao encontro com amigos que costuma receber em casa  

  
O executivo José Ricardo Pinheiro substitui temporariamente o paletó pelo calção de surf

Refeições à base de frutas e exercícios físicos para estabelecer equilíbrio entre corpo e mente



Ricardo Pinheiro



Cientista de renome internacional, o médico Elsimar Coutinho não dispensa os exercícios físicos

A leitura completa o lazer

Margareth: frutas tropicais e muita água de coco

Copyright © 2001, Vida Brasil. - Todos os direitos reservados.